À primeira vista, elas parecem diferentes por puro capricho e beleza. Mas a verdade é que as taças, e principalmente o design delas, são fundamentais para uma boa experiência com vinhos. Tamanho, profundidade, angulação, tudo contribui para que uma bebida específica seja saboreada por completo. Confira, abaixo, algumas das principais taças existentes na enologia:

 

Taça ISO

É a taça padrão, adaptada para todos os tipos de vinho e utilizada principalmente em restaurantes e eventos de degustação. Tem tamanho menor que as taças voltadas para vinhos tintos, mas possuem bojo maior e boca mais fechada. É ideal ainda para degustações técnicas.

 

Taça de espumante

Também chamada de Flaute (flauta) por seu design bastante específico, fino e alongado, essa taça tem formato ideal para a formação de bolhas que colaboram com sabor e aroma. Por ser pequena, ela também contribui para não haver alteração de temperatura.

 

Taça Bordeaux

Tem bojo grande e boca mais fechada e foi elaborada para vinhos mais encorpados e com taninos fortes oriundos de uvas como a Cabernet Sauvignon e a Merlot. Essa taça segura os aromas e concentra o sabor da bebida, direcionando-a para a ponta da língua, onde percebemos os sabores mais frutados.

 

Taça Borgonha

O design dessa taça lembra um balão, pelo bojo alargado e uma boca maior, permitindo maior contato do ar com a bebida. É ideal para vinhos de aromas imperdíveis e direciona o vinho para o centro da língua, diminuindo a acidez. Vinhos feitos com Pinot Noir, por exemplo, caem muito bem nela.

 

Taça de vinho branco

Aqui, o nome já ajuda. Essa taça tem bojo menor e é mais baixa, evitando que haja elevação da temperatura, tendo em vista que os vinhos branco são consumidos prioritariamente gelados.

 

Taça de vinho rosé

Queridinhos do momento, os vinhos rosé também possuem taça que melhoram a experiência. Elas são pequenas, mas com bojo grande para valorizar a mistura de taninos e o aroma.

 

Taça de vinhos doces

Esse tipo de vinho não deve ser ingerido em grandes quantidades. Portanto, a indicação é por uma taça com bojo e tamanho pequenos, permitindo ainda que a bebida seja levada diretamente para a ponta da língua, onde se concentra o paladar doce.

 

Quer saber mais
sobre vinhos?
Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Deixe o seu comentário sobre a postagem:

Nome Completo:
E-mail:
Cidade / UF:
Comentário: