Existem diversas etapas a serem cumpridas para se saborear um bom vinho. Uma delas é a temperatura. Através dela se realça ou se apaga os aromas, se equilibra a acidez e se destacam as texturas. Para cada bebida existe uma temperatura ideal diferente para servir e consumir. Confira, a seguir, qual a temperatura mais adequada para tintos, brancos, rosés e, claro, espumantes.

 

Vinhos espumantes

Especialidade da Cooperativa Vinícola Garibaldi, o vinho espumante é pensado para ser tomado em temperaturas baixas. O motivo é químico: quando quente, o gás carbônico se solta mais facilmente, reduzindo a quantidade das bolhas, sempre desejáveis nesse caso. Dependendo do estilo, o ideal é fazer o consumo a 6°, até 12°. O armazenamento aconselhado é mais frio ainda: não pode passar dos 5°. Ah, e não utilize o freezer. Sempre dê preferência a um balde de gelo para que o resfriamento seja uniforme.

Vinhos tintos

No caso dos tintos, a temperatura deve ser mais alta, para agradar os nossos sentidos. No caso de estar muito frio, é possível que o vinho causa certa aspereza, por conta de taninos mais realçados do que o desejado. Mesmo entre os tintos, existem diferenças de temperatura mais indicada. Cabernet Sauvignon, Merlot, Carmenere e Syrah devem ser servidos a 18°; Malbec a 16°; Pinot Noir a 14°

 

Vinhos brancos

Os vinhos brancos costumam conter mais acidez que os irmãos tintos. Nesse sentido, a indicação é por temperaturas um tanto mais baixas, para que não apresentem dose exagerada de álcool. O recomendado é de 6° a 8° para os brancos leves; 10° a 12° para os amadeirados ou envelhecidos e de 10° a 12° também para os licorosos. Lembre-se, porém, de não gelar demais, pois nesse caso os aromas se apagam.

Vinhos rosés

Queridinhos da atualidade, e já consolidados como uma tendência, os vinhos rosés se caracterizam pela leveza e, principalmente, pela refrescância. Por isso, precisam ser consumidos em temperaturas mais baixas. Como possuem boa estrutura, e queremos mantê-la, o ideal é servir entre 8° e 12°.

E o armazenamento?

Tão importante quanto manter uma temperatura ideal na hora de servir vinhos e espumantes e conservá-los a partir do clima mais adequado. Aqui, não deixá-lo em ambientes muito quentes ou muito frios é importante. De modo geral, a recomendação é essa: fugir dos extremos e apostar em um intervalo entre 14° e 17°, não havendo grandes variações de um tipo de vinho para outro.

Quer saber mais
sobre vinhos?
Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Deixe o seu comentário sobre a postagem:

Nome Completo:
E-mail:
Cidade / UF:
Comentário: