Não importa se é uma conquista, um casamento ou o lançamento de um produto. Muito provavelmente, em todas essas situações a bebida eleita para brindar a ocasião será o espumante.

Mas você sabe por que ele é o eleito para momentos como esses? Atribui-se, entre outros motivos, à coroação de reis franceses. A bebida era oferecida na corte para comemorar o feito – daí sua associação com a nobreza. Naquele tempo, as luxuosas festas em suntuosos palácios também eram embaladas pela bebida. Além disso, as vitórias nas batalhas tinham o gosto do triunfo celebrado num cálice de espumante. Napoleão era um dos adeptos mais conhecidos em fazer uso das borbulhas para eternizar suas conquistas. E até mesmo nas derrotas não dispensava a bebida, cunhando a célebre frase: “na vitória é merecido, na derrota é necessário”.

Não à toa, até hoje ainda as vitórias – em outro contexto, o dos esportes – são comemoradas com espumante, como notadamente fazem os pilotos da Fórmula 1.

É por isso que atos como celebrar graduação, casamento, promoção no trabalho ou aniversários estão associados ao consumo do espumante. E o que dizer de uma virada sem espumante? Parece que a festa fica incompleta, não é?

Mas, com a popularização do vinho festivo, a bebida vem perdendo, aos poucos, o estigma de ser consumida apenas quando há algo a comemorar. Hoje, abrir um espumante está também associado a um estado de espírito. Não é mais necessária uma ocasião especial para espocar uma garrafa, o simples fato de celebrar a vida já é um motivo mais do que suficiente para degustar a borbulhante bebida.

Quer saber mais
sobre vinhos?
Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Deixe o seu comentário sobre a postagem:

Nome Completo:
E-mail:
Cidade / UF:
Comentário: