Beber um espumante é um hábito que exige algumas regras. A primeira delas, no entanto, começa antes mesmo de o lacre ser rompido para abrir a bebida. E configura uma etapa imprescindível para apreciar o líquido como determina a etiqueta.

Um espumante precisa, antes de tudo, estar na temperatura ideal de consumo para ter todo seu potencial revelado. É a chamada temperatura de serviço.

Esse indicativo está sempre estampado no rótulo e costuma variar entre 6°C e 8°C, de acordo com o fabricante – bebidas mais doces, como o Moscatel, precisam ser servidas ainda mais geladas. Seguir as determinações do rótulo é, portanto, como um mandamento: é isso que vai garantir a perfeição na hora de apreciar o espumante.

Mas como gelar a bebida de forma correta?

Se você é daqueles que já colocam o espumante na geladeira assim que chega do supermercado, saiba que essa não é a prática mais recomendável. Isso porque a temperatura da geladeira pode ressecar a rolha do espumante, dificultando sua abertura e, mais do que isso, comprometendo a qualidade da bebida, já que pode facilitar a sua oxidação.

Caso o espumante for aberto em pouco tempo, ou seja, em até quatro dias, não há problema em mantê-lo na geladeira. Mas o ideal é que ele fique abrigado da luz e armazenado em local seco, numa temperatura entre 10°C e 15°C. Já sobre a posição da garrafa, há discordâncias no meio enológico. Enquanto alguns garantem que o espumante deva ser colocado na vertical, assim como os vinhos de rosca, outros defendem que não há problema ele ficar na horizontal, desde que não seja por um período superior a um ano. Isso porque o excesso de tempo de contato do líquido com a rolha tenderia a fazer com que ela permitisse a passagem de gás carbônico por meio de sua porosidade. O fato é que a maioria dos espumantes é elaborado para ser consumido em pouco tempo, então, a posição da garrafa não chega a ser decisiva na qualidade do produto ao ser aberto.

Mas voltemos, então, à melhor forma de resfriar a bebida à temperatura ideal – e esse não é um assunto polêmico. A melhor forma é colocar o espumante numa champanheira com gelo e um pouco de água por cerca de 30 a 40 minutos antes de abri-lo. Nunca coloque no freezer, isso afeta a elasticidade da rolha, dificultando a abertura, e ainda pode alterar as características da bebida devido ao choque de temperatura.

Mesmo com pressa, sempre prefira a champanheira. Há uma boa técnica para acelerar o resfriamento da bebida, com a ajuda do álcool e sal. No recipiente, coloque o espumante e cubra com gelo até a metade. Faça uma solução com 2 litros de água e 500g de sal (grosso ou fino) e mexa. Despeje na champanheira e, em seguida, coloque 500ml de álcool. Em cerca de 20 minutos, a sua bebida alcançará a temperatura desejada – confirme com a ajuda de um termômetro para vinho e espumante. Agora, é só abrir a garrafa e servir. Santé!

Quer saber mais
sobre vinhos?
Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Deixe o seu comentário sobre a postagem:

Nome Completo:
E-mail:
Cidade / UF:
Comentário: